Stay traz Simply Red de volta à cena musical – Revista Eletricidade

Stay traz Simply Red de volta à cena musical

MICK HUCKNALL - FOTO: DIVULGAÇÃO

A banda britânica Simply Red volta à cena musical com “Stay”, terceiro lançamento do selo independente simplyred.com.ltd é o primeiro disco de inéditas desde “Home” (2003).

O novo trabalho começa em clima nostálgico, “The World and You Tonight” é uma balada onde guitarra e teclado constroem uma sonoridade que evoca as guitarras havaianas tão comuns nos anos 50.

Por trás de tudo, Mick Hucknall, vocalista, band-leader e razão de ser do Simply Red continua sendo um perfeccionista por excelência; embora os antigos fãs já tenham razões suficientes para estranhar o atual direcionamento musical da banda.

Parece que a antiga “máquina bem azeitada” que encantava o público com um cardápio variado de funk/jazz/soul/blues prefere agora assumir uma posição mais confortável, mais próxima ao gosto geral das massas.

É claro que tudo ainda é muito bem feito, acima da média até, mas falta ousadia e um pouco daquela “negritude” que a banda apresentava lá nos distantes anos 80.

Por isso, a melhor faixa de “Stay” é o blue-eyed blues “Good Times Have Done me Wrong”, uma boa chance de conferir novamente o poder vocal de Hucknall enfrentando diretamente a guitarra de Kenji Suzuki.

E falando em Kenji, o guitarrista japonês mostra em “Stay” que está em plena forma, seus solos estão melhores do que nunca e trazem como influência óbvia nada menos do que Eric Clapton.

Já é uma tradição do Simply Red que todos os seus discos tenham pelo menos uma regravação de algum clássico da música; desta vez a “cover” escolhida é de “Debris”, composta por Ronnie Lane a canção faz parte da fase áurea da banda Faces.

“So Not Over You” já é o segundo single do disco e protagonizou um concurso inusitado onde os fãs foram convidados a enviar para o site You Tube suas próprias interpretações da nova música para concorrer a um i-Pod.

Outra tradição do Simply Red é incluir em suas letras críticas sociais e políticas cheias de acidez e “Stay” tem pelo menos 3 faixas que chamam atenção neste quesito: “Money TV” e “The Death of Cool” atacam o consumismo crescente e a febre dos reality shows, enquanto “Little Englander”, apesar da melodia singela, com direito a assobios e coral de vozes infantis declara a intenção de Mick de “quebrar a cara plastificada” de seus conterrâneos, os ingleses.

Adriana Maraviglia
@drikared

Confira as Faixas de “Stay”:

1. The World and You Tonight
2. So Not Over You
3. Stay
4. They Don’t Know
5. Oh! What a Girl!
6. Good Times Have Done me Wrong
7. Debris
8. Lady
9. Money TV
10. The Death of Cool
11. Little Englander

Assista ao vídeo de “So Not Over You”:

 

 

Entre no Facebook e deixe seu comentário: