O maior espetáculo da Terra – U2 e sua nave tecnológica – Revista Eletricidade

O maior espetáculo da Terra – U2 e sua nave tecnológica

Já faz algum tempo que a turnês da banda U2 têm chamado atenção não apenas pelo irresistível rock da banda irlandesa, mas como também pelo gigantismo dos shows que crescem a cada nova temporada na estrada.

E depois de lançar o aguardado “No Line on the Horizon”, no início de 2009, veio o anúncio da tournê 360° que teve seu pontapé inicial em Barcelona, passou por algumas cidades europeias, no mês de agosto, e fez uma apresentação histórica em outubro, no estádio Rose Bowl, na Califórnia, transmitida para o mundo inteiro pelo Youtube, com um público estimado em 97mil pessoas ao vivo e 10 milhões online.

É este show que chega agora em DVD e Blu-Ray para dar uma nova chance para quem não conseguiu ver ou simplesmente deseja rever e guardar aqueles momentos inesquecíveis. 
O mais interessante ou perturbador para aqueles que fazem questão de colecionar tudo produzido pela banda é que o lançamento chega às lojas em diversos formatos que vão do DVD simples com apenas o registro do show, passando pelo duplo, recheado de extras como cenas de bastidores, videoclipes das músicas de “No Line on the Horizon” e um documentário sobre a tour e até um formato “Deluxe” com tudo isso e mais uma caixa estilosa, poster, livro de fotos, tour book e até palhetas personalizadas.

Mas quando digo que a versão simples do DVD tem apenas o show, parece que não estou fazendo justiça ao tamanho do espetáculo; na versao DVD, eles abrem a noite com “Get on your Boots”, já que a faixa “Breathe” entrou apenas nos extras das versões mais completas.

Mesmo sem poder conferir como foi o primeiro impacto da entrada do U2 no palco, dá para perceber a empolgação da plateia concentrada ao redor do palco desenhado por Mark Fisher, com pontes, passarelas e tudo isso montado sob uma imensa estrutura que lembra garras, ou, de acordo com o próprio Bono Vox, o trem de pouso de uma grande espaçonave extraterrestre.

Aliás as brincadeiras que associam o palco a uma nave começam no menu, continuam nas piadinhas de Bono e pontuam toda a apresentação, especialmente quando durante a música “In a Little While” o público observa cenas gravadas no espaço e na Estação Espacial Internacional com a participação do Comandante Frank De Winne.

A tecnologia utilizada no show parece mesmo ter origem extraterrestre, os telões que servem para mostrar a banda mais de perto, também mostram animações, vídeos e trazem novos efeitos, aparecendo repentinamente ainda maiores, graças a uma estrutura retrátil.

Outro detalhe de encher os olhos, o paletó tecnológico usado por Bono é apenas mais uma das inúmeras surpresas da noite. Com mini-canhões laser, o acessório combina perfeitamente com o estranho microfone em formato de estação espacial que surge magicamente sobre o palco na música “Ultra Violet (Light My Way)” no qual Bono se pendura perigosamente algumas vezes. Na verdade é uma parte do show que os fãs assistem com um certo grau de aflição, afinal, em maio, Bono Vox foi parar em um hospital alemão necessitando de uma cirurgia de urgência na coluna, após uma queda durante os ensaios.

Aliás a única coisa no show que não pode ser considerada nenhuma surpresa é o carisma do vocalista e sua capacidade de atrair os olhos e os corações da plateia, mesmo competindo com tantas distrações tecnológicas. E Bono faz por merecer toda atenção, corre pelas passarelas, finge que irá se atirar de uma das pontes e cumpre seu papel de ativista e bom moço mostrando um vídeo com o Arcebispo Sul Africano Desmond Tutu, lembrando dos horrores da Ditadura Iraniana ou ofereçendo “Walk On” para a ativista política Aung San Suu Kyi, presa em Burma há 20 anos.

Musicalmente a banda oferece variedade, mostrando-se em plena forma e misturando na set-list as novas músicas como “Magnificent” e “No Line On The Horizon” com os velhos hinos como “Sunday Bloody Sunday”, “The Unforgettable Fire”, “I Still Haven’t Found What I’m Looking For” e claro, músicas que entraram no repertório das duas tournês mais recentes da banda como “Vertigo” e “Elevation”.

Os arranjos tem detalhes novos aqui e ali, como a citação de “In God’s Country” em “Beautiful Day” e de “Amazing Grace” em “Where the Streets Have no Name”, a versão voz e violão para “Stuck In A Moment You Can’t Get Out Of” e a batida latina em “I’ll Go Crazy If I Don’t Go Crazy Tonight” com Larry Mullen Jr e seu tambor colocando todo mundo para dançar.

Capturado por 27 câmeras em HD e dirigido por Tom Krueger, que já havia trabalhado com o U2, no filme “U2-3D”, o DVD é uma imperdível chance para ver antes o show que deve ser apresentado por aqui só em 2011, quando a tournê 360° pousará com sua nave espacial na América do Sul e finalmente poderemos ver de perto o maior espetáculo da Terra.

Adriana Maraviglia
@drikared

 

Confira as Faixas do DVD “U2360° at the Rose Bowl” (versão simples)

Get On Your Boots
Magnificent
Mysterious Ways
Beautiful Day
I Still Haven’t Found What I’m Looking For
Stuck In A Moment You Can’t Get Out Of
No Line On The Horizon
Elevation
In A Little While
Unknown Caller
Until the End of the World
The Unforgettable Fire
City of Blinding Lights
Vertigo
I’ll Go Crazy If I Don’t Go Crazy Tonight
Sunday Bloody Sunday
MLK
Walk On
One
Where The Streets Have No Name
Ultra Violet (Light My Way)
With Or Without You
Moment Of Surrender

Entre no Facebook e deixe seu comentário: