O título pode levar o espectador ao cinema imaginando que verá uma super produção gringa mostrando alguma versão “New Age” para o brasileiríssimo “Nosso Lar”; mas a idéia