Yoga – Um caminho para o auto-conhecimento – Revista Eletricidade

Yoga – Um caminho para o auto-conhecimento

DANIELLE BELLINI - FOTO: DIVULGAÇÃO

Cada vez mais popular no Brasil, a prática milenar do Yoga pode ser uma boa opção que combina exercícios físicos, com meditação para obter desde uma melhor forma física, com mais elasticidade, fôlego e auto-estima para aguentar o dia-a-dia de stress nas grandes cidades, mas também pode ser responsável por mudanças mais profundas que costumam ser associadas a práticas religiosas e a psicoterapia.

Mas como sempre acontece com algo que vira moda em alguns círculos, passa a existir o perigo dos instrutores mal-formados, que podem prejudicar a saúde dos estudantes, chegando a causar lesões irreversíveis.

A Revista Eletricidade foi conversar com a instrutora de Yoga e proprietária da Cia de Shiva Yoga, Danielle Bellini que com seus quase 30 anos de prática na área, pode esclarecer melhor sobre os benefícios e nos alertar sobre os riscos dos professores que não possuem a formação adequada:

Eletricidade: O que é Yoga?(Explique em termos gerais o que é Yoga para o grande público que ainda não conhece).

Danielle: Muito se fala a respeito do yoga, desta linda filosofia mas acredito que restringir em palavras é sempre muito pouco, o yoga precisa ser vivenciado. O yoga não inclui uma crença, fé ou religião, não nos tornamos super heróis egóicos, o yoga nos mostra o caminho para o auto-conhecimento, nos ajudando a nos compreender e com isso sermos mais felizes e completos. O yoga em termos gerais significa união, mas é mais que isso, ou pelo menos uma união com o todo, com seu corpo, mente e ser supremo, união com o universo e com a natureza divina que nos criou, porque no fim das contas como sempre digo, SOMOS TODOS UM.

Eletricidade: Existem diferentes tipos de Yoga. Você pode nos esclarecer quais as diferenças entre essas diversas linhas de Yoga?

Danielle: O yoga na verdade é um só, o ser humano é quem gosta de complicar as coisas e de “codificar” isso ou aquilo, batizar de outro nome, inventar e acoplar coisas a certas técnicas milenares. Mas a essência permanecerá .

Costumo dizer que não existe yoga ruim, professor ruim, existe sim é identificação com certo tipo de prática mais forte ou mais espiritual, cada pessoa é única, e dependendo do estágio e grau de evolução ela irá necessitar de um estilo diferente de yoga. A maioria dos estilos em moda hoje em dia são ramificações do Hatha Yoga que trabalha bastante a parte física na aula. Outras são totalmente devocionais e outras ainda trabalham mais com meditação.

Apesar das diferenças, todas as linhas seguem as oito orientações que caracterizam os ensinamentos e acabam se transformando em um modo de vida:

Yama – viver seguindo um padrão ético de vida
Nyama -auto-disciplina
Ásanas -posturas físicas
Pranayamas – controle da respiração
Pratyahara – observação consciente, sem envolvimento dos sentidos
Dharana – estado de concentração
Dhyana – meditação
Samadhi – a consciência plena, a libertação final

Eletricidade: Quais são os beneficios da prática do Yoga? Qualquer pessoa pode praticar Yoga?

Danielle: Nossa, sempre digo pros meus alunos que yoga não trás benefícios e sim possui efeitos colaterais. É uma forma de brincar, pois não gosto de fazer propaganda e vender o yoga como um produto, basta praticar e sentir os efeitos que são simplesmente DANIELLE BELLINI - FOTO: DIVULGAÇÃOmaravilhosos. Você aprende a respirar corretamente, aumenta a concentração, equilíbrio, consciência corporal, força, tônus muscular, alongamento, auto-estima, acaba com a depressão, insônia, fadiga mental, ajuda no emagrecimento, enfim, podia ficar falando até amanhã sobre os benefícios do yoga, mas só praticando mesmo pra sentir, é como você ler um livro, ver um filme, você sabe dos benefícios e da alegria proporcionada, mas não está lá. No yoga é a mesma coisa, é uma filosofia prática, tem que praticar e de preferência todos os dias para observar-se estudar-se e conhecer-se realmente.

Sim qualquer pessoa em qualquer fase da vida pode e deve praticar yoga.

Tenho grupos de gestantes, baby yoga, crianças, adolescentes, grupos de pessoas especiais, e pessoas lindas que estão na famosa melhor idade. O Yoga funciona em todos os casos. Não é apenas para pessoas sadias ou apenas para doentes, para extrovertidos ou deprimidos. É para seres humanos.

Eletricidade: Há quanto tempo você pratica Yoga? Qual foi sua motivação para o início da prática?

Danielle: Sou uma pessoa privilegiada neste sentido, fui abençoada de ter nascido em uma família onde meu avô era discípulo de um grande e querido mestre hindu. Ele me iniciou na prática de yoga desde que me lembro de ser uma bebezinha que rolava na esteira de yoga junto a ele. Não conheço outra vida a não ser essa, praticar yoga e dar aulas. Comecei a lecionar muito jovem com 15 anos com ele me supervisionando passo a passo. Hoje tenho 44 anos de vida. Minha motivação é estar viva e poder passar essa linda filosofia pra todos os seres desta nave mãe que é o planeta terra. Sinto que minha missão é esta e sou muito grata a todos os mestres de luz vivos ou não que estão ao meu lado ou estiveram de alguma maneira me ensinando.

Eletricidade: Por que a respiração é tão importante no Yoga?

Danielle: Porque nos pranayamas trabalhamos com o prana a mais poderosa força vital que rege o planeta. Pode ser percebida na forma de movimento e de ação.No plano mental age como o articulador e por vezes veículo do próprio pensamento.É o substrato básico de todos os processos de transformação, propagação e interação que ocorrem no universo. Por isso a importância de controlar o prana, com ele controlamos a nossa vida nossas ações e nos transformamos.

Tornar-se um yogi significa controlar as monumentais forças do universo para irradiar alegria, luz e poder em torno de si.

Eletricidade: Com o Yoga cada vez mais incorporado como atividade física, como fica o lado espiritual aqui no Ocidente? A prátiica não acabou se tornando uma espécie de ginástica como todas as outras?

Danielle: O verdadeiro yoga ensinado de forma séria poderá ser incorporado em todas as academias do país desde que o profissional seja um verdadeiro professor de yoga comprometido com tudo aquilo que exemplifiquei antes. A prática de yoga é forte e vigorosa não tem porquê não ser usada como uma rica ferramenta pra saúde do corpo , da mente e da alma.

Eletricidade: Com a popularização da prática do Yoga, como distinguir uma boa escola e um bom professor, dos amadores? Pode existir algum dano a saúde praticando Yoga de forma errada?

Danielle: É até bem fácil você distinguir uma boa aula de yoga de uma dada por um amador. Antes de começar a aula pergunte ao professor se ele tem formação e a qual linhagem ele pertence. Observe as instalações da escola, veja se o profissional se preocupa com você, por exemplo perguntando se você tem algum problema de saúde, se ele tem senso de humor, compaixão e amor por todos, se ele tem vivência e acredita no que fala, e não é simplesmente um computador que fala e fala sem saber do que realmente está falando. Se ele tem autoridade sem ser autoritário.E o mais importante, se ele é verdadeiro no olhar nas palavras e nas atitudes.
Agora fique atento se ele começar a falar que só o tipo de yoga que ele ensina é o verdadeiro, e nenhum outro presta, o único yoga que presta quem vai dizer é você o praticante. Cuidado com o famoso EGO!

Eletricidade: Como você vê o mercado e a formação de instrutores de Yoga? Na sua opinião, os instrutores tem formação adequada?

Danielle: Existem sim professores muito capacitados para formarem verdadeiros profissionais de yoga. Mas também existem pessoas DANIELLE BELLINI - FOTO: DIVULGAÇÃOmau intencionadas que lançam por aí o milagre de tirar água de pedra, inventam formações de uma semana e as pessoas se acham capacitadas pra dar aulas por aí, ou ainda pior, pessoas que simplesmente praticam yoga em uma escola e de um dia pro outro acordam e acham que já podem dar aula. Você tinha perguntado acima se pode ocorrer danos a saúde das pessoas, pode sim, pois mesmo um “simples pranayama mau dirigido dado a pessoas com pressão alta pode ser muito perigoso, imagina então um ásana mau feito. Conheço uma amiga que por sinal é também professora de yoga que lesionou a coluna com um professor muito badalado pela mídia e a lesão dela é pro resto da vida. Imagina então com “professores de formação” de fim de semana….

Eletricidade: Já existem algumas linhas de Yoga que advogam uma completa independência da prática de seu lado espiritual. Como você vê isso?

Danielle: Não consigo separar a prática do yoga do lado energético e espiritual, não me venha dizer que o yoga é simplesmente técnico, isto me dá urticária. Um yoga técnico não é yoga, um yoga sem sentimento e amor não é yoga. Yoga é um resgate a sua verdadeira essência divina, e nossa essência divina é amor. Vamos voltar pra casa, vamos nos reencontrar, ou você prefere ligar o computador e deixar uma máquina fazer tudo isso pra você sem se conhecer, sem se observar? Então, vá fazer pilates!

Valéria Maraviglia
@revistaeletricidade

Serviço:

Cia de Shiva  Yoga:
fone: 11 98212 8692

Página Oficial da Cia de Shiva Yoga no Facebook

 

Entre no Facebook e deixe seu comentário: