Segundo disco do Chickenfoot prova que supergrupo pode ser uma grande banda – Revista Eletricidade

Segundo disco do Chickenfoot prova que supergrupo pode ser uma grande banda

CHICKENFOOT - CHICENFOOT IIIO supergrupo resultante da união do vocalista Sammy Haggar (ex-Van Halen), com o guitarrista Joe Satriani, o baixista Michael Anthony (ex-Van Halen) e o baterista Chad Smith (Red Hot Chilli Peppers) chega ao seu segundo disco, “Chickenfoot III” expandindo suas “asas” musicais e trazendo uma boa coleção de 11 novas canções para seu repertório.

Mais relaxados e integrados como músicos, depois da turnê que se seguiu ao lançamento do primeiro disco “Chickenfoot II” (2009) e do DVD Get Your Buzz On Live (2010), neste novo trabalho eles começam a soar ainda mais como uma banda, deixando de lado um pouco os excessos virtuosísticos que complicaram a sonoridade do primeiro disco.

E em nome da descomplicação, o novo disco foi gravado ao vivo, no estúdio, o que o torna ainda mais eletrizante. Vale também prestar atenção nas harmonias vocais entre Sammy Haggar e Michael Anthony, herança dos anos em que trabalharam juntos no Van Halen e um dos muitos pontos de interesse da banda.

“Last Temptation” abre os trabalhos com um bom hard rock construído sobre uma irresistível levada blues e solos incríveis de Joe Satriani. “Alright” vem a seguir, bateria em primeiríssimo plano e refrão que gruda no ouvido a primeira audição.

A terceira canção, “Diferent Devil” tem um outro clima e mais “camadas” a serem exploradas. Guitarras acústicas, teclados e uma melodia que cresce da balada suave para um pop/rock bom de ouvir. Também no lado mais suave, do disco, a balada “Come Closer” é uma das melhores coisas do disco, simples, mas linda.

E já que falamos no lado suave, precisamos também mostrar o lado duro; “Three And A Half Letters” traz Sammy Haggar lendo trechos de cartas com pedidos de ajuda reais que recebem das vítimas da crise econômica que andou atropelando vidas e sonhos dos americanos nos últimos anos. Na melodia, a guitarra de Satriani consegue traduzir perfeitamente a angústia e a urgência destes pedidos.

A música “Big Foot” foi a escolhida como primeiro single deste novo disco e já tem videoclipe na rede. Por sinal, a banda mostra que sabe usar muito bem a internet e não só postou diversos vídeos contando a história de cada faixa do disco, como fez um show ao vivo, online.

“Something Going Wrong” vai buscar inspiração em raízes blues/folk para construir a faixa que me pareceu a mais completa do disco, com solos de guitarra matadores entremeados com guitarra acústica e banjo; criando uma sonoridade bem distante de tudo o que o primeiro álbum apontava.

O Chickenfoot que começou com aquela cara de música para festa, expressando o modo de vida invejável dos seus componentes, no qual, as praias da California, tequila, mulheres e carros velozes ocupam a maior parte do espaço, agora se mostra também sensível a preocupações sociais e políticas; a décima primeira faixa, “No Change” tem letra que critica as muitas mentiras dos políticos e seus governos.

No começo de outubro, a banda já cai na estrada, são por enquanto 5 shows nos EUA, mas isso é só o começo e claro, para os brasileiros que ainda não conferiram o Chickenfoot de perto já começa a nascer uma expectativa de que finalmente passem por aqui.

Adriana Maraviglia
@drikared

 

Faixas de “Chickenfoot III”:

1. Last Temptation
2. Alright
3. Different Devil
4. Up Next
5. Lighten Up
6. Come Closer
7. Three And A Half Letters
8. Big Foot
9. Dubal Blues
10. Something Gone Wrong
11. No Change (faixa oculta)

Confira o videoclipe de Big Foot, o primeiro single de Chickenfoot III:

 

 

Entre no Facebook e deixe seu comentário: