Eric Clapton reúne seus amigos para tocar o que gosta em novo disco – Revista Eletricidade

Eric Clapton reúne seus amigos para tocar o que gosta em novo disco

ERIC CLAPTON - OLD SOCKComo artista, Eric Clapton já conquistou o privilégio de poder fazer o que bem entender e isso significa poder lançar seus discos através de seu próprio selo independente, onde decidiu tudo, das fotos que vão para a capa, tiradas por ele mesmo, ao repertório, seja ele de inéditas ou regravações.

“Old Sock” é uma reafirmação de todos os privilégios conquistados durante os seus 50 anos de carreira e bons serviços prestados a música; da mesma geração de grandes músicos britânicos que conseguiram traduzir e popularizar o blues negro americano para o mundo inteiro, Eric Clapton pertence a uma lista bem restrita de artistas que tem direito a se permitir algumas excentricidades.

Feito com a ajuda de uma lista de artistas convidados que inclui Paul McCartney, Chaka Khan e Steve Winwood, para ficar em apenas alguns, o trabalho soa como um encontro completamente casual e relaxado de velhos amigos que se divertem fazendo música, todos confortáveis como se estivessem usando a tal “meia velha” que dá título ao álbum.

O 21º disco de estúdio de Clapton tem 10 regravações e apenas 2 faixas inéditas “Gotta get it over” e “Every Little Thing”, que não são composições do mestre, mas servem como um lembrete de que ele ainda tem o que é preciso, tanto para o blues, sempre presente em toda a sua carreira, como para aquelas baladas situadas no meio do caminho entre o rock e o pop.

“Further On Down the Road” abre o disco com um reggae de Taj Mahal e faz lembrar que o músico já teve pelo menos um grande sucesso neste ritmo; “I Shot the Sheriff” de Bob Marley levou Clapton para um passeio nas paradas de sucesso durante a década de 70.

“Angel” de JJ Cale é a próxima faixa e além da presença do músico, recebe uma interpretação primorosa de Clapton, navegando na fronteira entre o folk, o pop urbano de Cale e uma deliciosa pegada blues, é um dos pontos altos do disco.

Outro é o standard americano “All of Me”, que Clapton divide alegremente com Paul McCartney, no contrabaixo acústico e nos vocais; criando uma versão absolutamente irresistível que ganha o coração dos ouvintes logo na primeira audição.

Não deixe de conhecer também a versão de “Still Got the Blues”, a música de Gary Moore ganhou novas cores com o hammond de Steve Winwood, a guitarra acústica de Clapton, um arranjo de cordas e um coro gospel e quando todos acham que não cabe mais nada a guitarra elétrica do mestre aparece quase no final da música. Uma delícia, sem qualquer intenção de competir com a versão original.

Resumindo, apesar de “Old Sock” não acrescentar grandes novidades à discografia de Eric Clapton, com seus muitos sabores e essência de blues está musicalmente muito acima da média do que a grande maioria das coisas que foram lançadas no mercado ultimamente.

Adriana Maraviglia
@drikared

 

Faixas de “Old Sock “:

1.Further on Down the Road
2.Angel
3.The Folks Who Live On the Hill
4.Gotta Get Over
5.Till Your Well Runs Dry
6.All of Me
7.Born to Lose
8.Still Got the Blues
9.Goodnight Irene
10.Your One and Only Man
11.Every Little Thing
12.Our Love Is Here to Stay

Confira o video de “Gotta Get Over”:

Entre no Facebook e deixe seu comentário: