JK Rowling usa pseudônimo em nova obra “The Cuckoo’s Calling” – Revista Eletricidade

JK Rowling usa pseudônimo em nova obra “The Cuckoo’s Calling”

THE CUCKOO'S CALLING - ROBERT GALBRAITH

Como um escritor com uma obra já consagrada, que cada vez que anuncia um novo livro, consegue abalar as estruturas do mercado, pode apenas dedicar-se ao divertido ato de escrever e lançar uma nova obra, sem toda a agitação que isso representa? Usando o anonimato de um pseudônimo, é claro. Pelo menos foi essa a solução encontrada por JK Rowling, depois do sucesso estrondoso da saga Harry Potter, para colocar no mercado seu nono livro “The Cuckoo’s Calling” (O Chamado do Cuco), assinando o trabalho como Robert Galbraith, um “novo autor”, ainda inédito, que também saiu de sua imaginação.

Sem revelar muito sobre as razões para sua escolha, JK apenas andou declarando que, desta vez, desejava “voar abaixo da percepção do radar” e que sob o pseudônimo “Robert Galbraith tudo tinha se voltado apenas ao trabalho de escrever, que era a sua parte favorita da função de escritora.”

Robert Galbraith, a identidade ficcional escolhida por Rowling tem algo em comum com Cormoran Strike, o detetive que usa uma perna mecânica e está no centro da narrativa de “O Chamado do Cuco”, também é um ex-militar, na curta biografia do autor que está na contra capa do novo livro.

A história que o livro conta, a investigação do suicídio de uma modelo famosa por um detetive particular, expõe muito do que a autora pensa sobre a perseguição de famosos por paparazzi e tabloides, que em um escândalo recente na Inglaterra, chegaram a ser flagrados fazendo escutas ilegais nos telefones de diversas celebridades.

O ritmo da escrita de Rowling apenas reafirma seu enorme talento como contadora de histórias e em muitos momentos chega a ser difícil colocar o livro de lado antes do final de sua leitura.

E já que falei sobre o final, ele deixa espaço aberto para uma possível nova aventura do detetive, que se não é um mestiço de gigante, como Hagrid, é um personagem com grande potencial para assumir novos mistérios, na melhor tradição de Miss Marple ou Hercule Poirot, de Agatha Christie.

JK Rowling, aliás, já anunciou que deve lançar em 2014 um segundo livro como Robert Galbraith.

Uma boa notícia, depois que sua primeira obra para adultos “Morte Súbita” (2012), uma comédia de costumes, que embora tenha levado a assinatura de Rowling, não alcançou a repercussão desejada. Já a nova obra, que já tinha sido bem recebida pela crítica, foi rapidamente lançada à lista de best-sellers, assim que sua autoria foi acidentalmente revelada, pela melhor amiga da esposa de um funcionário da empresa de advogados que trabalha para a autora.

O sucesso inesperado no novo livro, já rendeu até uma corrida dos estúdios de cinema pela aquisição dos direitos de adaptação da obra, que ainda estão sendo negociados pela autora.

A versão em português para “The Cuckoo’s Calling”, “O Chamado do Cuco”, está prometida para chegar às prateleiras das livrarias e lojas virtuais a partir do dia 1 de Novembro, através da Editora Rocco.

Adriana Maraviglia
@drikared

Entre no Facebook e deixe seu comentário: