Acima das Nuvens – Show de interpretação para mostrar o outro lado do mundo do cinema – Revista Eletricidade

Acima das Nuvens – Show de interpretação para mostrar o outro lado do mundo do cinema

ACIMA DAS NUVENS POSTERO título do filme em português pode ser lido de duas formas, nele encontramos pistas sobre as belíssimas locações nos Alpes Suiços em que o filme foi rodado e também para a situação em que vive a personagem Maria Enders (Juliette Binoche), uma veterana estrela europeia de cinema, que também conquistou um grande prestígio em Hollywood e que vive em uma posição em que enxerga o resto do mundo de cima, com todo o possível assédio mantido a distância graças a ação competente de sua dedicada assistente pessoal Valentine (Kristen Stewart).

Valentine cuida de toda a comunicação de Maria, e-mails, mensagens, propostas de negócios e todo e qualquer contato da atriz com o resto do mundo, passa primeiro pela assistente.

Viajando para a Suiça, com a finalidade de receber um prêmio e também reencontrar-se com um velho mentor, o escritor Wilhelm Melchior, que ela considera a pessoa que deu o “empurrão” inicial em sua carreira de atriz, com a peça “Maloja Snake”, onde, então com 18 anos, Maria fez o papel de Sigrid, uma ambiciosa secretária que se aproveita da atração sexual que sua chefe sente por ela para explorá-la.

Mas, ainda no caminho, Maria é informada de que o escritor morreu e, assim, passa por um momento ainda mais difícil, quando um prestigiado diretor de teatro a convida para uma nova montagem de “Maloja Snake”, agora assumindo o papel de chefe de meia idade, contracenando com Jo-Ann Ellis (Chloë Grace Moretz), uma famosa e problemática jovem atriz de Hollywood.

Com muita relutância, Maria acaba aceitando o papel e, enquanto repassa o texto com a assistente, as tensões do relacionamento próximo e desigual entre as duas começam a ficar claras e em alguns momentos, a plateia pode até ficar confusa se o diálogo que acontece em cena continua sendo da peça ou é simplesmente uma “lavagem de roupa suja” entre estrela e assistente, provocada pela sensação de claustrofobia causada pelo isolamento.

E é aí que quem acostumou-se a ver Kristen Stewart, apresentando sempre um desempenho medíocre, naquela série em que ela não sabia se queria ser senhora vampiro ou lobisomem, surpreende todo mundo e brilha como atriz.

Kristen aparece em igualdade de condições com a diva Juliette Binoche e é realmente uma pena que este filme tenha ficado de fora das premiações mais importantes do mundo do cinema, embora tenha concorrido a Palma de Ouro no Festival de Cannes.

O diretor Olivier Assayas traz para seu filme o acesso ao que acontece nos bastidores do mundo do entretenimento e pode ser uma chance para que o público veja outros aspectos dos salões que se localizam, como as montanhas dos Alpes, no topo do mundo, onde os salários e contas a pagar, chegam aos 7 ou mais dígitos, mas os problemas e dificuldades de relacionamento podem ser tão difíceis como são aqui embaixo, entre os mortais.

Adriana Maraviglia
@drikared

Texto publicado originalmente no blog Planeta Cinema

 

Assista ao trailer de “Acima das Nuvens”:

Entre no Facebook e deixe seu comentário: