Pedro Mariano: “Ainda não me considero um intérprete realizado” – Revista Eletricidade

Pedro Mariano: “Ainda não me considero um intérprete realizado”

PEDRO MARIANO - FOTO BY DANI GURGELEsse não é um ano qualquer na vida e na carreira do cantor Pedro Mariano, o filho do meio do casal Cesar Camargo Mariano e da cantora Elis Regina.

Completando 20 anos de carreira e 40 anos de idade, o cantor está no auge de sua forma vocal e cada vez mais se firma entre as grandes estrelas da MPB. No ano passado lançou o CD/DVD “Pedro Mariano e Orquestra” e desde então vem excursionando por todo o país, apresentando-se ao lado orquestras locais, com o patrocínio do Banco Bradesco e shows sempre lotados.

Para celebrar esse momento ímpar em sua carreira, a Revista Eletricidade foi conversar com o cantor, que nos contou em detalhes esse momento tão especial de sua vida.

Eletricidade: Esse ano não é um ano qualquer em sua vida, você completou 40 anos de idade e também 20 anos de carreira. Como você avalia esse momento de sua carreira?

Pedro Mariano: Não sou muito apegado a esses fatos, de verdade! Mas já que você perguntou, não me via tão seguro e realizado há muito tempo. Fruto da experiência e maturidade. Já não me preocupo tanto com o mercado e sim com aquilo que construí junto ao meu público e com a confiança deles. Esse é o meu espólio e dele devo cuidar.

Eletricidade: Nos conte um pouco como foi sua experiência em se apresentar ao lado de uma Orquestra durante 2015? Pretende repetir a dose futuramente?

Pedro Mariano: Sim, sem dúvida! Foi algo inacreditável e realizador. Me senti um cantor e um músico muito melhor depois dessa experiência. Ouvir as canções nessa sonoridade foi algo que desejava havia muito tempo e ter realizado me trouxe uma visão de tudo aquilo que posso fazer e que ainda não fiz. É viciante!

Eletricidade: O que você achou da biografia da Elis, escrita pelo Julio Maria e qual foi o impacto que esse livro trouxe para a sua vida?

Pedro Mariano: O Julio escreveu a biografia definitiva dela. Não tenho a menor sombra de dúvida. Extremamente respeitoso e profissional, não deixou nenhuma pedra sem ser remexida. Depois de ler, me senti seguro de que a maioria das peças que faltavam do quebra-cabeça estava ali na minha frente. Fiquei muito emocionado e feliz por aqueles que poderão conviver um pouco com essa incrível e enigmática figura.

Eletricidade: Pela primeira vez você está vivendo a experiência em ser um jurado na bancada do “Mulheres que Brilham”. Conte nos como está sendo essa experiência? Como você enxerga esse mercado de novos talentos? Aposta em alguém especial?

Pedro Mariano: Está sendo algo novo, principalmente porque não costumo partilhar minhas opiniões publicamente acerca do trabalho de ninguém. Apesar disso, gostei da idéia de poder observar de perto como essa nova geração está enxergando o mercado. Não tenho total certeza se esse seria o melhor cenário para se avaliar novos talentos, até porque o programa está buscando um Grupo de cantoras e não apenas uma. Com isso a régua de avaliação é completamente diferente. Já foram desclassificadas boas cantoras, porque seriam para uma carreira solo e não para um grupo. É tudo muito sutil, mas como estamos lá para isso, distorções podem acontecer. Na minha cabeça, já tenho as quatro vencedoras, mas vamos aguardar até Novembro se elas vão superar as minhas expectativas.

Eletricidade: O que você achou da escolha da atriz Andreia Horta para reviver o papel de Elis Regina em sua Cinebiografia, dirigida por Hugo Prata? A produção do filme chegou a entrar em contato com vocês para pedir aprovação de alguma coisa?

Pedro Mariano: Confio plenamente no Hugo, somos amigos desde muitos anos e sei do respeito e conhecimento que ele tem sobre o assunto “Elis” e Cinema. Ele tem todos os argumentos para realizar um grande trabalho, e desde o primeiro momento em que nos mostrou suas ideias para o filme, tivemos a certeza de que ele era a pessoa certa para a tarefa.

PEDRO MARIANO - FOTO BY DANI GURGELEletricidade: Após o final da tour do DVD “Pedro Mariano e Orquestra”, quais são os planos futuros? Os fãs podem esperar um novo CD de Inéditas para quando?

Pedro Mariano: Tenho muitas idéias na cabeça. O mercado anda respirando num outro ritmo, hoje em dia e por isso cada projeto tem que esperar o momento ideal para ser confeccionado. Ainda não me decidi por onde irei primeiro. Tenho novas canções já prontas que podem entrar tanto em um projeto Orquestral, como não. Ainda tem a questão de conseguir o aporte financeiro em anos tão confusos. Paciência é a palavra de ordem.

Eletricidade: Com 20 anos de carreira, você se sente um intérprete realizado?

Pedro Mariano: Claro que não! Senão que graça teria o proximo passo?

Valéria Maraviglia
@revistaeletricidade

Confira o video da música “Um Pouco mais Perto”, do Projeto “Pedro Mariano e Orquestra”:

Entre no Facebook e deixe seu comentário: