Tribunal inocenta Jimmy Page e Robert Plant da acusação de plágio – Revista Eletricidade

Tribunal inocenta Jimmy Page e Robert Plant da acusação de plágio

ROBERT PLANT E JIMMY PAGE NO TRIBUNAL - REPRODUÇÃO

O Led Zeppelin venceu hoje a ação de plágio movida contra a banda e depois de uma semana de julgamento em um tribunal federal da Califórnia, Jimmy Page e Robert Plant foram inocentados da acusação de terem usado acordes da introdução da canção “Taurus”, da banda Spirit, em sua música mais famosa, a icônica “Stairway to Heaven”.

Ao longo dos sete dias em que transcorreu o julgamento, o advogado dos herdeiros de Randy Wolfe, Francis Malofiy, tentou estabelecer que tanto Page, como Plant já conheciam o trabalho da banda Spirit, sem, no entanto, conseguir convencer o júri.

Vestidos com elegantes ternos negros e usando discretos rabos de cavalo, para domar os longos cabelos, tanto Page, como Plant foram chamados a contar ao júri, como compuseram a música, e, contrariando a lenda de que ela teria saído de uma roda de violões, ao redor do fogo, na temporada em que a banda se isolou no chalé Bron-Yr-Aur, no País de Gales, Page disse em seu depoimento que teria escrito a música em Headley Grange, um estúdio que a banda costumava usar em Hampshire.

Enquanto Plant contou que inspirou-se no clima e nas lendas que cercavam Bron-Yr-Aur para escrever a letra, que em um primeiro momento começou pela frase: “There’s a lady who’s sure all that glitters is gold, and she’s buying a stairway to heaven.”

O baixista John Paul Jones também depôs, dizendo que sequer sabia que Jimmy Page possuía os discos da banda Spirit e que ele nunca tinha dito que seria fã do trabalho da banda.

Também foram chamados a depor alguns especialistas em música que afirmaram que os acordes da introdução de “Stairway to Heaven” são comuns a muitas composições e aparecem rotineiramente desde canções da Renascença e até na Bossa Nova de Tom Jobim, na música “Insensatez”.

Jimmy Page arrancou risos das pessoas que assistiam ao julgamento quando afirmou que, especificamente os acordes de introdução da música foram inspirados por  “Chim Chim Cheree”, uma melodia da trilha sonora do filme “Mary Poppins”, de 1964.

Com uma cobertura pesada de imprensa, rapidamente estes depoimentos chegavam à internet e aos jornais, aumentando assim o interesse de fãs e de curiosos sobre a decisão que seria tomada pelo tribunal, como no momento em que Robert Plant declarou que ainda não é capaz de ler partituras e que não se lembra de quase nada do que aconteceu durante a década de 60.

Existe uma lei que impede que salas de tribunal sejam fotografadas, por isso, um desenhista registrou os dois artistas em desenho, atentos aos depoimentos que aconteciam durante o julgamento.

Depois das declarações finais dos advogados das duas partes, um júri formado por 4 homens e 4 mulheres, se reuniu no final da tarde de ontem, para tentar chegar a um veredito e a espera foi longa, pois ele só foi revelado hoje, pela manhã, inocentando por unanimidade, Jimmy Page e Robert Plant.

Logo após o veredito, Page e Plant enviaram uma declaração conjunta à imprensa: “Somos gratos pelo serviço consciente prestado pelo júri e felizes de que tenham decidido em nosso favor, esclarecendo as questões sobre as origens de “Stairway To Heaven” e confirmando o que nós já sabíamos a 45 anos.”

Francis Malofyi, o advogado dos herdeiros de Wolfe, declarou que ainda há a possibilidade de recorrer à sentença. Mesmo assim, os fãs do Led Zeppelin e do rock, respiram hoje um pouco mais aliviados por saberem que a reputação de uma de suas músicas favoritas, continua intacta.

Adriana Maraviglia
@drikared

Assista ao clipe da música “Stairway to Heaven”:

Entre no Facebook e deixe seu comentário: