Primeiro disco solo de Steven Tyler é surpreendentemente bom – Revista Eletricidade

Primeiro disco solo de Steven Tyler é surpreendentemente bom

STEVEN TYLER - FOTO: DIVULGAÇÃO

O vocalista do Aerosmith, Steven Tyler se arrisca pela primeira vez como artista solo, em um projeto, pelo menos estilisticamente falando, bem distante do que se era de esperar, pois, ao invés de fazer um disco de rock, ele escolheu o country como ritmo para sua estreia.

Mas a estranheza desse fato se desfaz logo a primeira audição, Tyler cercou-se do melhor que poderia conseguir dentro da rica cena country e, além do próprio Tyler, assinam o disco mais 4 produtores, os respeitadíssimos T-Bone Burnett, Dann Huff e Jaren Johnston, todos feras com muitos sucessos dentro do gênero, e Marti Frederiksen, que é do rock e co-produziu os 5 discos mais recentes do Aerosmith.

É óbvio que a notícia de que Steven Tyler estaria preparando um disco de música country provocou muitas caretas no meio do rock e uma certa preocupação entre os fãs do artista, mas os ânimos foram se acalmando a partir do momento em que os primeiros singles  foram sendo divulgados e as pessoas perceberam que, afinal de contas, não seria tão estranho assim ouvir aquela voz que tanto embalou o “sonho roqueiro”, agora embalando um outro tipo de sonho.

O disco abre com “My Own Worst Enemy”, uma balada acústica com pegada forte e letra confessional que mostra a intenção de dizer a que veio. Depois de ouvir esta primeira faixa, mesmo os que ainda duvidavam do projeto, se sentirão compelidos a dar uma chance ao disco.

A faixa título vem a seguir, acústica, mas cheia de suingue e graça, lembra que é de Steven Tyler que estamos falando e chuta para longe as expectativas de quem esperava um disco quadradinho, caretinha, com banjos, steel guitars, acordeão e gaita. Mas Tyler aparece com tudo isso e funkeando.

“Love Is Your Name” foi lançada no mês de maio, como um dos  singles do novo disco e ajudou a dissipar a nuvem de descrença que surgiu assim que Tyler declarou que seu primeiro disco solo seria um álbum country.

STEVEN TYLER - WE'RE ALL SOMEBODY FROM SOMEWHERE“I Make My Own Sunshine” é uma música alegre, com letra otimista, pronta para colocar um sorriso nos lábios de quem ouve, desde a primeira audição, enquanto, “Gypsy Girl” é uma baladinha simpática, sem muita novidade.

“RED, WHITE & YOU” também chegou antes, foi lançada em janeiro e foi muito bem recebida pela crítica e pelos fãs. Alegre e pra cima, a música parece o perfeito oposto da regravação do hit “Janie’s Got a Gun”, que, com o tratamento que recebeu neste arranjo soa ainda mais assustadora.

Para o final, Steven guardou um presente, acompanhado pela The Loving Mary Band, ele regravou um sucesso na voz de Janis Joplin, “Piece of My Heart”.

Com mais altos do que baixos, “We’re all Somebody from Somewhere” é um disco interessante de um veterano do rock em busca de novas fronteiras para explorar. Que bom! A busca por novos desafios costuma deixar claro que o artista continua vivo. E você? Já ouviu o novo disco do Steven Tyler? Queremos ouvir sua opinião.

Adriana Maraviglia
@drikared


Lista de faixas de “We’re all Somebody from Somewhere”:

1. My Own Worst Enemy
2. We’re All Somebody From Somewhere
3. Hold On (Won’t Let Go)
4. It Ain’t Easy
5. Love Is Your Name
6. I Make My Own Sunshine
7. Gypsy Girl
8. Somebody New
9. Only Heaven
10. The Good, The Bad, The Ugly & Me
11. RED, WHITE & YOU
12. Sweet Louisiana
13. What Am I Doin’ Right?
14. Janie’s Got A Gun
15. Piece Of My Heart (with The Loving Mary Band)

Confira algumas faixas do novo disco:

RED, WHITE & YOU:

Love Is Your Name:

We’re All Somebdy From Somewhere:

Piece of My Heart:

Entre no Facebook e deixe seu comentário: