“Jackie” dá nova dimensão trágica a personagem histórica – Revista Eletricidade

“Jackie” dá nova dimensão trágica a personagem histórica


O drama do assassinato do presidente John Kennedy já foi explorado a exaustão pelo cinema nos mais variados filmes, da teoria da conspiração à ficção científica, com cada um tirando sua fatia emocional daquele dramático momento histórico.

Mas uma personagem chave, naquele instante, sempre foi deixada de lado e agora, finalmente, toma o centro das atenções; Jacqueline Kennedy, a esposa do presidente, sentada ao lado dele no carro, no momento em que ele foi atingido pelos tiros fatais, agora tem todo o seu sofrimento trazido para as telas.

Parcialmente baseado em uma entrevista real de Jacqueline Kennedy (Natalie Portman) para o jornalista Theodore White (Billy Crudup), “Jackie” acompanha muito de perto a personagem através dos 4 dias posteriores ao assassinato e dá a então primeira dama dos Estados Unidos uma nova dimensão trágica.

O diretor Pablo Larrain escolhe por contar toda a história a partir do ponto de vista de Jackie Kennedy e, não só a enquadra por todo o filme, mas a câmera a segue com close ups quase todo o tempo e vamos acompanhando o desenrolar de tudo a partir de suas reações.

O que exige de Natalie Portman um trabalho de atriz excepcional e se tudo depende dela, ela “se joga” e entrega ao público uma Jackie carregada de humanidade e também de força dramática.

Acompanhar a personagem que ela constrói, que luta com a própria dor para manter o legado do marido vivo, chega a ser hipnotizante. Um tremendo trabalho de uma grande atriz, que merece ser visto.

Jackie recebeu 3 indicações ao Oscar 2017: Melhor Atriz (Natalie Portman), Melhor Figurino e Melhor Trilha Sonora Original.

Adriana Maraviglia
@drikared

Assista ao trailer de “Jackie”:

Entre no Facebook e deixe seu comentário: