Remake de “A Bela e a Fera” é encantador – Revista Eletricidade

Remake de “A Bela e a Fera” é encantador

Como animação, o filme “A Bela e a Fera”, de 1991, fez um imenso sucesso, surfando em uma onda de público crescente para as animações da Disney, depois da aprovação geral, para todas as idades do filme anterior “A Pequena Sereia” (1989).

A impressão de encantamento passada a toda uma geração que assistiu à animação nos cinemas, na década de 90 e mais tarde, em Home Vídeo, é o ponto de partida desta nova versão live action, que chega agora aos cinemas.

Com um certo rigor de recriar algumas cenas e as mesmas canções da animação, esta nova versão dirigida por Bill Condon traz também novas músicas e mais detalhes que fizeram com que o filme ficasse mais longo, mas não menos encantador.

Emma Watson conseguiu criar uma Bella com toda a doçura e leveza que uma princesa da Disney exige, enquanto o trabalho de Dan Stevens ficou um pouco prejudicado pela mão pesada dos efeitos especiais, que eram convincentes, mas não deram a ele muito espaço como ator.

Também perdidos atrás do CGI, um elenco de atores fantásticos como Emma Thompson (Mrs Potts), Ewan McGregor (Lumiere), Ian McKellen (Cogsworth), Audra McDonald (Madame Garderobe) e Stanley Tucci (Maestro Cadenza), são a voz dos objetos enfeitiçados do castelo, mas sob a mão pesada dos efeitos especiais, não estão reconhecíveis, nem na versão legendada do filme.

De qualquer forma, a beleza e o cuidado com cada detalhe levou a se criar uma obra cheia de graça e encantamento, que, desde sua estreia, tem levado multidões aos cinemas ao redor do mundo, com uma arrecadação que já chegou aos 500 milhões de dólares em sua bilheteria.

Mas mesmo quando a ideia é recriar a magia de um clássico da Disney, os tempos caretas que vivemos hoje em dia, com o recrudescimento do fanatismo religioso procura arrumar polêmicas tolas.

O personagem LeFou, vivido com muita graça pelo comediante Josh Gad, recebeu uma pesadíssima dose de críticas e até boicotes provocados por homofobia. Será que não dá para mandar uns calendários para essas pessoas perceberem que não estamos mais na Idade Média?

Adriana Maraviglia
@drikared

Assista ao trailer de “A Bela e a Fera”:

Entre no Facebook e deixe seu comentário: