Mick Jagger completa 74 anos em plena (e admirável!) atividade – Revista Eletricidade

Mick Jagger completa 74 anos em plena (e admirável!) atividade

Hoje é o dia dele… Mick Jagger, um verdadeiro fenômeno da música, um gênio que chega aos 74 anos de idade ainda como um dos maiores vocalistas do rock, há 55 anos à frente da Maior Banda de Rock do Mundo, os Rolling Stones.

E neste momento de sua vida, quando a grande maioria dos homens estaria por aí apenas curtindo sua aposentadoria, Mick continua firme, forte e cheio de novidades.

Provavelmente, a próxima a ser revelada será  o lançamento de um single solo com duas novas músicas, “Gotta Get a Grip” e “England Lost”; gravadas recentemente por Mick, em Londres, com a participação do rapper Skepta.

Sobre o novo single, ainda tudo é muito nebuloso e as poucas informações disponíveis são as que vazaram na rede.

E falando em vazamentos, a atividade em que os Rolling Stones estariam envolvidos no momento seria a da preparação de um novo disco de inéditas.

Também nada é oficial, mas há alguns meses, Keith Richards disse em seu canal oficial no Youtube, em resposta a perguntas feitas pelos fãs, que o trabalho em um novo disco de inéditas estaria começando  muito em breve e que a banda teria ficado bastante surpresa  com a resposta obtida pelo lançamento de “Blue & Lonesome” e que não seria assim tão difícil que eles viessem a gravar um Volume 2, já que se divertiram muito fazendo o disco lançado em dezembro de 2016.

Ainda não há uma data de lançamento para o novo disco de inéditas dos Stones, mas provavelmente ele só chega em 2018, já que no dia 09 de setembro, começa uma nova turnê europeia, a #StonesNoFilter que, por enquanto  tem 13 shows programados.

Outra novidade, que deve estar chegando em breve, é o DVD com o show realizado no Fonda Theater, em Los Angeles, como aquecimento para a Zip Code Tour, em 2015. Com o disco “Sticky Fingers” como repertório, o show já teve seu áudio disponibilizado pelo iTunes.

Muito longe hoje em dia do Mick Jagger que vivia arrumando encrencas entre as décadas de 60 e 80, o cantor anda bem distante daquele personagem que parecia estar sempre metido em polêmicas.

Mas isso não significa que esteja completamente imune a elas, em fevereiro deste ano, o jornal britânico “The Guardian” publicou uma história sobre um suposto manuscrito de um livro de memórias escrito por Mick Jagger, no início da década de 80, e que recentemente  teria ressurgido pelas mãos do editor John Blake, na tentativa de obter uma autorização para publicação.

Segundo Blake, o livro com 75 mil palavras teria sido escrito como uma resposta às tantas biografias não autorizadas que chegavam ao mercado e, na época, teria sido rejeitado pelas editoras por “pegar muito leve” nas histórias mais polêmicas e, mesmo assim, traria algumas revelações bombásticas, como a compra da mansão Stargroves ter sido feita sob a influência de LSD.

Infelizmente, o manuscrito deve continuar engavetado, já que os Rolling Stones oficialmente negaram a autorização de sua publicação. Segundo Joyce Smith, que cuida da carreira dos Rolling Stones, a razão da negativa é simples, o cantor sequer se recorda de tê-lo escrito, ela também acrescentou que,   se ele algum dia ele decidir escrever um livro de memórias, todos ficarão sabendo.

Em um âmbito mais pessoal, em dezembro do ano passado, Mick deu as boas vindas a seu oitavo filho, Deveraux Octavian Basil, fruto de seu relacionamento com a bailarina de 29 anos, Melanie Hamrick.

É… Ele nunca para mesmo, só espero que  no dia de hoje ele possa dar um tempo na frente de um belo bolo de aniversário para soprar as velinhas. Feliz aniversário, Mestre!

Adriana Maraviglia
@drikared

 

 

 

Entre no Facebook e deixe seu comentário: