Joyce Moreno lança novo disco em dois shows no Sesc Pompeia – Revista Eletricidade

Joyce Moreno lança novo disco em dois shows no Sesc Pompeia

 
Tom Jobim já disse que ela é “uma das maiores cantoras de todos os tempos”; para Caetano, “canta com afinação precisa e compõe com imaginação harmônico-melódica original”. Com quase 50 anos de carreira, mais de 30 álbuns gravados e cerca de 400 composições, Joyce Moreno lança seu mais novo trabalho autoral, “Palavra e Som”, no Teatro do Sesc Pompeia.

Marcados para os dias 6 e 7 de outubro, às 21h, os shows de Joyce passeiam pelo repertório do seu novo disco, além de apresentar canções como “Canto de Yansan”, de Baden Powell e Vinícius de Moraes, e “Águas de Março” e “Desafinado”, de Tom Jobim. A cantora apresenta-se acompanhada de Tiago Costa (piano), Tutty Moreno (bateria) e Rodolfo Stroeter (baixo).

Lançado ano passado no Japão, onde foi considerado pela revista Latina como um dos 10 discos mais importantes de 2016, “Palavra e Som” traz 10 canções com música e letra de Joyce, além de mais três em parceria (com Paulo César Pinheiro, João Cavalcanti e Torquato Neto – esta, uma parceria póstuma, sugerida pelo próprio poeta ainda nos anos 1970).

“Fazer um disco autoral não é simples: leva algum tempo até se achar o buquê de canções que se combinem e que reflitam de alguma forma o pensamento do autor naquele momento”, revela Joyce, que aborda, em suas novas canções, questões atuais como relacionamentos tóxicos (O Amor É o Lobo do Amor’), a salvação pela alegria no momento atual (‘Sambando no Apocalipse’), a grandeza do pertencimento (‘No Mistério do Samba’), o amor sensual e feliz (‘Mar e Lua’), o quintal de cada um (‘Humaitá), envelhecimento e finitude (‘Dia Lindo’, com participação vocal de Dori Caymmi), a religiosidade popular (‘Ave Maria Serena’), o namoro entre o samba e o jazz (‘Mingus, Miles & Coltrane’), o poder da criação e seus segredos (‘Palavra e Som’) e o novo feminismo (‘Forrobodó das Meninas’).

Por falar em feminismo, uma das marcas registradas de Joyce, desde o início da carreira, é a linguagem feminina em 1ª pessoa, na que foi pioneira: foi a primeira compositora brasileira a se expressar desta forma na história da MPB, abrindo caminho para um sem-número de outras criadoras que viriam depois.

Cantora, compositora, arranjadora e instrumentista nascida no Rio de Janeiro, Joyce Moreno já recebeu 4 indicações ao Grammy Latino e possui obras eternizadas nas vozes de Elis Regina, Maria Bethania, Monica Salmaso, Gal Costa, Milton Nascimento, Ney Matogrosso, Edu Lobo, Emilio Santiago, Boca Livre, Nana Caymmi, Zizi Possi, Elizeth Cardoso, Simone, Leny Andrade, Annie Lennox, Wallace Roney, Omara Portuondo, Black Eyed Peas, David Sanchez, Jon Lucien, Claus Ogerman, Gerry Mulligan, Till Brönner, Flora Purim, entre outros artistas.

As apresentações de Joyce Moreno no Sesc Pompeia fazem parte do projeto Plataforma, que engloba o lançamento de shows musicais inéditos, CDs e DVDs

Joyce Moreno – Lançamento do álbum “Palavra e Som” – Sesc Pompeia – Rua Clélia, 93 – Teatro – Datas:  6 e 7 de outubro de 2017 (Sexta e sábado)  – Horário: 21hs – Ingressos: R$ 9 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$ 15 (credenciado*/usuário inscrito no Sesc e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$ 30 (inteira) – Venda Online – Venda presencial nas unidades do Sesc SP a partir de 27 de setembro, quarta-feira, às 17h30 – Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Entre no Facebook e deixe seu comentário: