Oscar 2018 – Saiba mais sobre a 90ª edição da festa mais importante do Cinema – Revista Eletricidade

Oscar 2018 – Saiba mais sobre a 90ª edição da festa mais importante do Cinema

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Amanhã é dia de Oscar e, mais uma vez,  a Revista Eletricidade traz mais alguns detalhes sobre a festa do Cinema mais aguardada do ano.

Em um ano em que as manifestações políticas têm chamado atenção em todas as premiações, tingindo de luto os normalmente multicoloridos tapetes vermelhos,  as mulheres envolvidas no movimento  “Time’s Up!” preferiram deixar as estrelas livres para usarem as cores que preferirem no Oscar.

A ideia é mostrar ao mundo que o  movimento, que  já reúne 300 das estrelas mais poderosas de Hollywood e começou no tapete vermelho das premiações, não deve limitar-se a ele.  O luto nas premiações ajudou a chamar atenção e o movimento agora  junta milhões de dólares para ajudar no combate ao abuso sexual em todo o mundo.

É preciso também lembrar que, além  de toda a questão com os problemas que reduziram a poderosa produtora Weinstein a pó e transformaram seu CEO Harvey Weinstein em vilão número um da vida real para a Indústria do Cinema, o ano de  2017 foi bastante atípico para Hollywood, com grandes estúdios experimentando quedas nas bilheterias, enquanto Netflix e Amazon, empresas que também produzem conteúdo cinematográfico,  viram  seus lucros  se multiplicarem.

A luta é válida e necessária, mas a parte mais importante de toda premiação é saber quem levará para casa mais estatuetas e também tentar evitar o vexame do ano passado, em que, na hora do prêmio mais importante da noite, por acidente, foi anunciado o filme errado.

A empresa Price Waterhouse Coopers, responsável pela segurança dos envelopes que revelam os ganhadores,  anunciou uma série de medidas para eliminar completamente essa possibilidade que causou tanta polêmica na festa do ano passado, em que o filme “La La Land – Cantando Estações” foi anunciado no lugar de “Moonlight”, o verdadeiro ganhador.

Mas além das polêmicas, resta falar sobre os filmes indicados;  o maior destaque vai para “A Forma da Água”, do diretor Guillermo del Toro, com 13 indicações que já dão a ele uma condição de favorito antecipado, embora, no ano passado, o favorito “La La Land – Cantando Estações” tenha levado apenas 6 dos 14 prêmios a que foi indicado.

Considerando o número de indicações, a fantasia de Guillermo del Toro é seguida por “Dunkirk”, a super produção dirigida por Christopher Nolan recebeu 8, uma a mais do que “Três Anúncios Para Um Crime”, do diretor Martin McDonagh, muito elogiado pela crítica e público anda muito bem cotada na bolsa de apostas e assim é um fortíssimo candidato aos prêmios mais importantes da noite.

Correndo por fora, mas ainda assim com boas chances estão o divertido terror “Corra!”, do diretor Jordan Peele e  “Trama Fantasma”, o estiloso suspense de Paul Thomas Anderson, que marca a aposentadoria do ator Daniel Day-Lewis. Completam a lista de indicados a melhor filme “Lady Bird – A Hora de Voar”, “O Destino de Uma Nação”,  “Me Chame Pelo Seu Nome” e “The Post – A Guerra Secreta”.

Tanto especialistas como as bolsas de apostas indicam que a disputa deste ano está completamente aberta e qualquer um dos nove candidatos pode ganhar o prêmio de melhor filme.

Na categoria filme estrangeiro os indicados são “Corpo e Alma” (Hungria), “Loveless: Sem Amor” (Rússia), “O Insulto” (Líbano), “The Square: A Arte da Discórdia” (Suécia) e “Uma Mulher Fantástica” (Chile). O Brasil, que indicou o filme “Bingo – O Rei das Manhãs”, do diretor Daniel Rezende, não conseguiu uma vaga na lista de cinco candidatos ao prêmio.

Também é interessante lembrar que a recordista em indicações ao Oscar, a atriz Meryl Streep, por sua performance em “The Post –  A Guerra Secreta” chega neste ano a sua 21ª indicação e pode levar para casa o quarto prêmio de sua carreira, embora a atriz Frances McDormand, do filme “Três Anúncios Para um Crime”, esteja sendo considerada a favorita nesta categoria.

No Oscar de melhor ator, o britânico Gary Oldman, impressionante na cinebiografia do Primeiro Ministro Britânico Winston Churchill, está sendo considerado o favorito depois de faturar o Globo de Ouro, o BAFTA e principalmente o prêmio do sindicato dos atores, considerado o mais importante termômetro pré-Oscar para a premiação dos atores.

Apresentada pelo segundo ano consecutivo pelo humorista Jimmy Kimmel, a cerimônia que mais uma vez acontece no Teatro Dolby, em Los Angeles, chega neste ano a edição de número 90 e  também entregará prêmios honorários, entre eles ao ator Donald Sutherland e ao diretor mexicano Alejandro González Iñárritu.

No Brasil, a cerimônia do Oscar pode ser vista na TV paga, através do canal TNT, a partir das 20:30hrs, quando começa a ser mostrado o tapete vermelho. A festa está marcada para começar às 22hrs (horário de Brasília).

Na TV aberta, mais uma vez, a Rede Globo promete transmitir apenas a partir das 23:50, quando mais da metade da festa já aconteceu, como sempre, veremos a emissora que se desdobra de todas as formas para transmitir partidas de futebol, tratar com sua já habitual má vontade, a maior festa do cinema. A apresentação ficará nas mãos de Artur Xexéo, Maria Beltrão e da atriz Dira Paes.

Adriana Maraviglia
@drikared

Entre no Facebook e deixe seu comentário: