Inclusão foi a palavra-chave na noite da 90ª edição do Oscar – Revista Eletricidade

Inclusão foi a palavra-chave na noite da 90ª edição do Oscar

Aconteceu ontem a 90ª edição do Oscar, em Los Angeles.  Em um ano marcado por muitos protestos e o uso das roupas pretas nas demais premiações da temporada como o Globo de Ouro e o Bafta, o tapete vermelho mostrou-se multicolorido, depois que o movimento “Time’s Up” liberou suas participantes para vestirem-se como quisessem.

Mesmo assim, ele esteve presente nos discursos e também através de três de suas líderes Ashley Judd, Annabella Sciorra e Salma Hayek, que falaram em nome da entidade, mostrando vídeos de filmes indicados que falam abertamente em preconceito, como “Corra!”, “Mudbound – Lágrimas sobre o Mississipi” e “Uma Mulher Fantástica”.

Assunto espinhoso no mundo do cinema, nos últimos meses, o apresentador Jimmy Kimmel conseguiu fazer piada sobre o assédio, dizendo que os homens andavam se comportando tão mal, que as mulheres agora começaram a namorar com peixes, em uma alusão ao filme “A Forma da Água”; indicado a 13 Oscars.

Em outra piada da noite, Kimmel comentou que quem fizesse o discurso de agradecimento mais curto ganharia um jet-ski. O presente foi conquistado por Mark Bridges, ganhador do Oscar de melhor figurino pelo filme “Trama Fantasma”.

A palavra chave da noite foi inclusão e o resultado dos envelopes ajudou a refletir esse espírito.  Sem grandes surpresas, a premiação seguiu o já antecipado pelos especialistas que viam o filme  “A Forma da Água” como o favorito.

A fantasia do diretor Guillermo Del Toro levou 4 prêmios, entre eles os dois principais, o de melhor diretor  e  melhor filme;  enquanto seu concorrente mais direto, “Três Anúncios Para um Crime” ficou com 2, o de melhor ator coadjuvante para Sam Rockwell e de melhor atriz para Frances McDormand, que fez um dos melhores discursos da noite.

Pela primeira vez uma artista trans, a chilena Daniela Vega, de “Uma Mulher Fantástica” ganhador do Oscar de Filme Estrangeiro, subiu ao palco para apresentar  a canção “Mistery of Love”, do filme “Me Chame Pelo Seu Nome”, uma das concorrentes ao prêmio de Melhor Canção Original.

Quebrando outra velha tradição da premiação, os vencedores do ano passado não anunciaram os vencedores deste ano.

Adriana Maraviglia
@drikared

 

 

Confira a lista completa de ganhadores do Oscar 2018:

Melhor Ator Coadjuvante: Sam Rockwell (Três Anúncios Para Um Crime)
Melhor Maquiagem:  O Destino de Uma Nação
Melhor Figurino: Trama Fantasma
Melhor Documentário: Ícaro
Melhor Edição de Som: Dunkirk
Melhor Mixagem de Som: Dunkirk
Melhor Design de Produção: A Forma da Água
Melhor Filme Estrangeiro: Uma Mulher Fantástica
Melhor Atriz Coadjuvante: Allison Janney (Eu, Tonia)
Melhor Animação Curta-Metragem: Dear Basketball
Melhor Animação:  Viva – A Vida é uma Festa
Melhores Efeitos Visuais: Blade Runner 2049
Melhor Edição: Dunkirk
Melhor Documentário de Curta-Metragem: Heaven is a Traffic Jam on the 405
Melhor Curta-Metragem em Live Action: The Silent Child
Melhor Roteiro Adaptado: Me Chame Pelo Seu Nome
Melhor Roteiro Original: Corra!
Melhor Fotografia: Blade Runner 2049
Melhor Trilha Sonora Original: A Forma da Água
Melhor Canção Original: Remember Me (Viva – A Vida é uma Festa)
Melhor Diretor: Guillermo Del Toro (A Forma da Água)
Melhor Ator: Gary Oldman (O Destino de Uma Nação)
Melhor Atriz: Frances McDormand
Melhor Filme: A Forma da Água

 


Entre no Facebook e deixe seu comentário: