Na estreia em Chicago, Rolling Stones não deixam pedra sobre pedra – Revista Eletricidade

Na estreia em Chicago, Rolling Stones não deixam pedra sobre pedra

  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  

Os Rolling Stones iniciaram hoje sua nova turnê norte americana “No Filter 2019”, em Chicago, no estádio Soldier Field tocando para um público de cerca de 60 mil pessoas,  com casa cheia de expectativas depois das notícias de que Mick Jagger desta vez precisaria de uma cirurgia cardíaca antes de ir para a estrada.

A cirurgia aconteceu no início de abril e nesta noite,  plenamente recuperado, o melhor frontman da história do rock mostrou que continua muito a vontade sobre o palco, abrindo o show com “Street Fighting Man”.

À vontade e de muito bom humor, brincando com o público, Mick chegou mesmo a trollar um vereador da cidade que foi recentemente preso por corrupção.

E enquanto Mick se soltava, Keith se concentrava na música, aliás, difícil imaginar que alguém naquele palco não estivesse sentindo o peso da barra de, pela primeira vez em mais de 50 anos de estrada, não ter a certeza de que poderiam contar com o Mick Jagger de sempre: forte, firme e 100% em forma.

Até o habitualmente impassível Charlie Watts, naquele bloco inicial do show parece abrir um   sorriso enorme de alivio, flagrado pelos telões, ao constatar que Mick é mesmo o gigante capaz de encarar mais aquele desafio imenso com a graça  e força de sempre.

No repertório poucas surpresas, mesmo assim, a banda traz um  “Sad Sad Sad”, do disco “Steel Wheels” (89), que não aparecia nas setlists há muito tempo.

“You Got me Rocking”, do “Voodoo Lounge” (94), foi a canção escolhida pelo público através de votação pela internet, uma tradição que se mantem desde que a banda começou a dar seus primeiros passos na rede com seu website oficial, ainda na década de 90. 

O palco continua sendo o mesmo utilizado na turnê europeia que começou em Hamburgo em 2017, mas com os telões gigantescos apresentando novos vídeos e efeitos especiais que ajudam muito que o público dos assentos mais distantes possa ver tudo o que acontece no palco.

Entre os fãs, um boato havia circulado sobre um set acústico, em um palco secundário e foi logo confirmado, quando a banda atravessou a  longa passarela  para tocar as acústicas “Angie” e “Dead Flowers” e deixar os fãs sonhando com  canções que fujam completamente da lógica da lista de músicas obrigatórias em todos os shows e quem sabe tocar até material do maravilhoso “Blue & Lonesome” (2016).

SETLIST DOS ROLLING STONES - FOTO: INSTAGRAM DO RON WOOD

Mas longe do sonho dos fãs, o show  segue aquele  roteiro das turnês anteriores  e chega a vez de Keith Richards, ainda profundamente concentrado na música, apresentar seu set com  uma versão matadora de “You Got the Silver”, em que a guitarra slide de Ronnie Wood foi a maior razão para os arrepios, seguida pelo hino de eterno fora da lei “Before they Make me Run”, com a banda completa, imprimindo o o peso necessário.

Um peso que já não se via há algum tempo, aliás,  a impressão que os Stones deixaram ontem é a de que, quando há uma crise,  a banda parece se mobilizar para vir com ainda mais força, com cada um de seus músicos provando para si mesmos e para o mundo que não há desafios que não possam ser vencidos. 

Isto está muito claro em “Miss You” e “Midnight Rambler”, simplesmente os melhores momentos do show e aqueles que mais aqueceram este velho coração de fã dos Stones. Eles estão de volta e continuarão quebrando tudo como sempre quebraram e esta é a melhor coisa do mundo para quem ama a banda. 

Terça-feira, dia 25/06, tem mais! 

Adriana Maraviglia
@drikared

Hoje, dia 24/06, os Rolling Stones divulgaram em seu canal no Youtube um vídeo que resume bem o espírito desta estreia:

Entre no Facebook e deixe seu comentário: