“Viva” – Barão lança seu primeiro disco de inéditas com nova formação – Revista Eletricidade

“Viva” – Barão lança seu primeiro disco de inéditas com nova formação

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Barão Vermelho está de volta. Sua nova encarnação que começou em 2017, com a saída de Roberto Frejat e a entrada de Rodrigo Suricato, agora passa por seu maior teste: o lançamento de um álbum de músicas inéditas.

Passa com nota 10, com louvor. “Viva” não é só o 13° disco de estúdio e o primeiro de inéditas depois de uma espera de 15 anos, desde o lançamento de “Barão Vermelho” (2004), mas é um disco de retomada de uma banda com discos brilhantes como “Barão Vermelho” (1982), “Carnaval” (1988) e “Na Calada da Noite” (1990).

Trata-se da segunda gravação com Rodrigo Suricato nos vocais. Em 2018, um pouco antes de sair em turnê pelo Brasil, a banda lançou diretamente nas plataformas digitais “Barão pra Sempre”, um disco que apresentava ao público o novo vocalista cantando velhos sucessos da banda como “Pense e Dance” e “Pro Dia Nascer Feliz”.
Foi o último disco com a participação do baixista Rodrigo Santos, substituído agora por Márcio Alencar. Assim o grupo ainda mantem em sua formação dois membros originais, o baterista Guto Goffi e o tecladista Maurício Barros; o guitarrista Fernando Magalhães que está na banda desde 1987 e o multiinstrumentista e vocalista Rodrigo Suricato.

E a entrada de Rodrigo Suricato parece que serviu para renovar o vigor da banda. Já na primeira faixa de “Viva”, o hard blues  “Eu Nunca Estou Só” é uma das melhores músicas do novo trabalho, com a participação do rapper BK e aquela pegada inconfundível do Barão Vermelho, que sempre foi uma daquelas bandas que dá para reconhecer logo nos primeiros acordes.

“Por Onde Eu For”, uma parceria de Rodrigo Suricato com Maurício Barros é o tipo de música para sair cantando já a primeira audição com um belo trabalho de Hammond de Barros que nos atira diretamente aos anos 60/70.
Entre as baladas do disco dois destaques “Castelos”, de Maurício Barros e “Pra Não Te Perder”, com participação especial da Letrux, trazem de volta aquela tradição do Barão de unir belas canções com letras lindas.

O Barão conseguiu mais uma vez, renasceu das cinzas com “Viva” e isso é maravilhoso. Estava fazendo uma falta imensa nesse nosso cenário musical cada vez mais empobrecido.

Adriana Maraviglia
@drikared

Assista ao vídeo de “Eu Nunca Estou Só”:

Entre no Facebook e deixe seu comentário: