A brutalidade da desigualdade ilustrada em "Parasita" - Revista Eletricidade

A brutalidade da desigualdade ilustrada em “Parasita”

O diretor sul coreano Bong Joon Ho conseguiu com “Parasita”, seu sétimo longa metragem, um feito ainda maior do que cinematográfico: o de criar um espetáculo audiovisual que ilustra com perfeição a chamada luta de classes.

Todos os membros da família de Ki-taek (Kang-ho Song) estão desempregados e vivem miseravelmente em um bairro pobre, empilhados em um semi-porão com janela para a rua e montam caixas de pizza para uma pizzaria, para conseguir alguns trocados para sobreviver.

Até que uma oportunidade se apresenta e o filho do senhor Ki, Ki-woo (Choi Woo-shik), é convidado por um amigo para dar aulas de inglês para Da-hye (Jeong Ji-so), uma adolescente rica, que mora em uma mansão cercada por um imenso jardim, no topo de um morro.

Aos poucos, Ki-woo consegue empregar toda sua família na mansão, mas com o tempo, tudo se complica.

Para não estragar a experiência de ninguém não posso entrar em mais detalhes, mas é preciso dizer que o diretor conseguiu dar a obra elementos de comédia, drama social, suspense, terror e desenvolve-los detalhadamente, com tal perfeição que para o espectador o filme se revela como uma verdadeira montanha russa de emoções.

Também muito interessante como nos pegamos torcendo por este ou aquele lado dependendo do que estamos vendo na tela. Isso significa que, como roteirista, Bong Joon Ho conseguiu não demonizar nem os ricos, nem os pobres.

Na verdade, ele parece não tomar partidos, apenas descreve as situações colocando-se na posição de observador. Assim, a posição de parasita, que na biologia é sempre um tipo de ser que depende de outro para sobreviver, vai se movendo de lado, de ricos para pobres e de pobres para ricos, de acordo com o desenvolvimento da trama.

Um filme surpreendente, feito com atenção aos detalhes que tem conquistado o mundo ocidental por sua universalidade.

“Parasita” foi vencedor da Palma de Ouro em Cannes, levou para casa o Globo de Ouro de Melhor Filme em Língua Estrangeira e tem 6 indicações ao Oscar.

Adriana Maraviglia
@drikared

Assista ao trailer de “Parasita”:

https://www.youtube.com/watch?v=xWEf44OcU1w

Entre no Facebook e deixe seu comentário: