Em show intimista, Maria Rita emociona o público paulistano | Revista Eletricidade

Em show intimista, Maria Rita emociona o público paulistano

  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
MARIA RITA NO BOURBON STREET MUSIC CLUB - FOTO BY REVISTA ELETRICIDADE (VALÉRIA MARAVIGLIA)

A cantora Maria Rita foi a atração da noite do dia 12/11, dentro da programação especial que comemora os 25 anos do Bourbon Street Music Club, uma das melhores casas de São Paulo para se ouvir música de qualidade.

Acompanhada apenas do pianista Rannieri Oliveira, Maria Rita apresenta seu show “Voz e Piano”, em clima intimista, mas cantando para uma casa cheia, ela não demora muito a sentir-se a vontade, seja soltando a voz no bolerão “Dos Gardenias” ou na delicadeza poética de “Lindeza”, de Caetano Veloso.

E entre uma música e outra, conversa com o público, lembrando que, seu primeiro DVD, aquele que a apresentou ao país inteiro, foi gravado ali mesmo, em 2003, há 16 anos.


E a plateia canta junto a doçura de “Caminho das Águas”, faixa de abertura de seu segundo álbum, de 2005, que aparece na setlist como um complemento e contraponto ao lamento triste de “Asa Branca”, de Luiz Gonzaga.

“Grito de Alerta”, obra-prima de Gonzaguinha e uma espécie de cartão de visitas de Maria Bethânia, ganha uma versão corajosa da cantora, emocional e emocionante.

Aliás, muito mais do que em outros formatos, este “Voz e Violão” parece trazer à tona um  lado mais dramático da intérprete, vivendo cada canção com uma profundidade que faz brotar lágrimas de seus olhos em muitos momentos.

Em outros, ela experimenta o sabor doce da popularidade, cantando “Cara Valente”, a canção de Marcelo Camelo, com sua letra cheia de graça, faz com que todos os  celulares da plateia se acendam e todas as vozes se ergam em coro para mais tarde ficarem mudas diante de um surpreendente duelo musical entre voz e piano.

E o encantamento prossegue, com a cantora explicando que aprendeu o seu ofício ouvindo Ella Fitzgerald e, só bem mais tarde conseguiu compreender o tamanho de Elis Regina.

O bloco seguinte do show homenageia ambas e mais uma vez arranca lágrimas do público com “Romaria”, um dos grandes sucessos da carreira de Elis.

MARIA RITA NO BOURBON STREET MUSIC CLUB - FOTO BY REVISTA ELETRICIDADE (VALÉRIA MARAVIGLIA)
“Gracias a La Vida”, uma canção da chilena Violeta Parra, que ficou conhecida na voz da cantora argentina Mercedes Sosa, encerra o show trazendo para a apresentação o espírito latino americano, que anda triste e combalido pelos últimos acontecimentos no continente, mas é forte e deve reerguer-se para mostrar mais uma vez ao mundo que, por aqui, colonizadores e exploradores não serão nunca mais bem vindos.

No bis, uma surpresa, a clássica “Não Deixe o Samba Morrer”, interpretada sem acompanhamento, à capela, levanta o público que não quer arredar pé e continua pedindo mais.

Adriana Maraviglia
@drikared

Setlist do show “Voz e Piano” de Maria Rita – Bourbon Street Music Club – 12/11/2019

Dos Gardenias
Lindeza
Manhã de Carnaval
Caminho das águas/Asa Branca
Grito de Alerta
Num Corpo Só
Maltratar não é Direito
Cara Valente
Somewhere Over the Rainbow
Useless Scapes/Inútil Paisagem
Romaria
Vida da Bailarina
É Com Esse que Eu Vou
Gracias a La Vida
Bis:
Não Deixe o Samba Morrer

Entre no Facebook e deixe seu comentário: