Muitas surpresas e algumas decepções marcam o Globo de Ouro 2020 | Revista Eletricidade

Muitas surpresas e algumas decepções marcam o Globo de Ouro 2020

  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  

A cerimônia de entrega do Globo de Ouro de 2020 foi cheia de surpresas e deixou de lado muitos candidatos considerados grandes favoritos em suas categorias.

O prêmio, que é concedido pela HFPA Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood), costuma ser observado com muita atenção, já que seus vencedores quase sempre ganham um fôlego extra na corrida pelo Oscar, que é o maior prêmio da indústria.

Uma situação preocupante para a Netflix, já que neste ano, a gigante do streaming conseguiu levar apenas 1 dos 17 prêmios a que suas produções foram indicadas.

“O Irlandês” foi a maior decepção da noite. O filme de Martin Scorsese ficou sem nenhum dos 5 prêmios a que foi indicado. “Dois Papas”, do diretor Fernando Meirelles também ficou de fora dos prêmios e apenas “História de Um Casamento” levou para casa o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante para Laura Dern.

O grande vencedor foi “1917”, do diretor Sam Mendes. O filme, que conta uma história da Primeira Guerra Mundial que foi narrada a Mendes pelo próprio avô, levou 2 dos 3 prêmios a que foi indicado, os dois mais importantes da noite:  de melhor diretor e de melhor filme (drama).

Outro grande vencedor foi “Era Uma Vez em Hollywood”, do diretor Quentin Tarantino, que levou 3 dos 5 prêmios a que foi indicado, incluindo o de melhor filme (comédia/musical), melhor ator coadjuvante (Brad Pitt) e melhor roteiro.

Ainda dentro da premiação para cinema, foram poucas as categorias que confirmaram a vitória dos considerados favoritos pela crítica especializada e pelo público: Melhor Canção Original para “(I’m Gonna) Love Me Again”, do filme “Rocketman”, que ficou nas mãos de Elton John, Melhor Filme Estrangeiro para o sul coreano “Parasita”, Joaquin Phoenix, que recebeu o prêmio de Melhor Ator por sua performance brilhante em “Coringa” e Renée Zellweger, que interpretou Judy Garland de uma forma surpreendente em “Judy – Muito Além do Arco-Iris”.

Mesmo gripado, Tom Hanks emocionou a todos quando chorou falando sobre sua família durante o discurso de agradecimento pelo prêmio Cecil B DeMille, entregue pela atriz Charlize Theron.

Os prêmios para televisão já não surpreenderam tanto e quase todos seguiram a lógica apontada antes pelos especialistas com “Fleabag”, entre as séries de comédia com mais prêmios e a assustadora “Chernobyl”, da HBO, liderando entre os dramas.

Detalhe importante, os brasileiros ainda não tiveram a chance de assistir a “1917”, o filme só chega aos cinemas no dia 23/01. Outro que também não deu as caras por aqui, o filme “Judy”, biografia de Judy Garland, recebeu o subtítulo “Muito Além do Arco-Íris” e estreia no Brasil no dia 30/01.

A lista de indicados ao Oscar 2020 será divulgada na próxima segunda-feira, dia 13/01.

Confira a lista de vencedores da noite:

CINEMA

Melhor filme (Drama)
1917

Melhor Filme (Musical ou Comédia)
Era uma Vez em… Hollywood

Melhor atriz (Drama)
Renée Zellweger (Judy – Muito Além do Arco-Íris)

Melhor ator (Drama)
Joaquin Phoenix (Coringa)

Melhor ator (Musical ou Comédia)
Taron Egerton (Rocketman)

Melhor atriz (Musical ou Comédia)
Awkwafina (The Farewell)

Melhor ator coadjuvante
Brad Pitt (Era uma Vez em… Hollywood)

Melhor diretor
Sam Mendes (1917)

Melhor Canção
“(I’m Gonna) Love Me Again” (Rocketman)

Melhor atriz coadjuvante
Laura Dern (História de um casamento)

Melhor animação
Link Perdido

Melhor roteiro
Quentin Tarantino (Era uma Vez em… Hollywood)

Melhor filme em língua estrangeira
Parasita

Melhor trilha sonora original
Hildur Guðnadóttir (Coringa)

TELEVISÃO

Melhor atriz em série de TV (Musical ou Comédia)
Phoebe Waller-Bridge (Fleabag)

Melhor ator em série de TV (Musical ou Comédia)
Ramy Youssef (Ramy)

Melhor ator em série limitada ou filme para TV
Russell Crowe (The Loudest Voice)

Melhor ator coadjuvante em série, série limitada ou filme para TV
Stellan Skarsgård (Chernobyl)

Melhor série (Drama)
Succession

Melhor série (Musical ou Comédia)
Fleabag

Melhor série limitada ou filme para TV
Chernobyl

Melhor atriz em série limitada ou filme para TV
Michelle Williams (Fosse/Verdon)

Melhor atriz coadjuvante em série, série limitada ou filme para TV
Patricia Arquette (The Act)

Melhor atriz em série de TV (Drama)
Olivia Colman (“The Crown”)

Melhor ator em série de TV (Drama)
Brian Cox (“Succession”)

Entre no Facebook e deixe seu comentário: