Concerto da Orquestra Petrobras Sinfônica confirma a grandiosidade da música do Queen - Revista Eletricidade

Concerto da Orquestra Petrobras Sinfônica confirma a grandiosidade da música do Queen

Não estamos mais na década de 70 do século XX, mas a música do Queen continua conquistando fãs como se ainda estivéssemos nela. 

Assim, em uma quinta-feira à noite, o Espaço das Américas fica lotado para o concerto da Orquestra Petrobras Sinfônica,  com repertório baseado na trilha sonora do filme “Bohemian Rhapsody”, cinebiografia de Freddie Mercury, vocalista do Queen, morto em 1991. 

Antes do início do espetáculo, o maestro Felipe Prazeres conversa com o público e, além de demonstrar como a orquestra com seus 46 componentes adaptou-se para apresentar músicas criadas originalmente para serem tocadas por uma banda de rock. Um esforço que incluiu a criação de arranjos especiais, assinados por Alexandre Caldi e Itamar Assiere que acentuam a grandiosidade e a vocação para clássicos daquelas canções maravilhosas que embalaram a vida de muita gente pelo mundo afora. 

O maestro ainda adiciona que a orquestra tem feito outros shows neste formato e já trouxe aos palcos brasileiros do heavy metal do Metallica às canções do Balão Mágico. 

O público, que nas primeiras músicas ainda parece bastante tímido, aplaudindo educadamente, não demora muito a ficar empolgado e começar a cantar junto e, seguindo a condução do maestro, bater palmas ao som de “Radio Gaga”.

Um violino eletrificado recria com perfeição a sonoridade dos solos de guitarra de Brian May e a presença de uma bateria no palco reforça a ideia de que estamos em um show de rock.

“Bohemian Rhapsody” emociona e todos acompanham cantando, enquanto centenas de celulares se acendem, como se acenderiam isqueiros nos estádios em que o Queen se apresentava na época em que esta música foi composta. Nossa vantagem é que neste momento todas aquelas luzes significam que estão registrando tudo para compartilhar com pessoas que não puderam estar ali. E no final da música, aplausos de pé para a orquestra.

A cada música mais ruidosa, a multidão vibra ao ver o maestro mostrar que sob o blaser e camisa social bem comportados, uma pretíssima camiseta estampada com o tradicional logo da banda Queen se escondia. 

E a interação público orquestra neste ponto do espetáculo é tão grande que os músicos não conseguem arredar pé do palco depois de “We Are the Champions”, a última música prevista pelo roteiro, e são necessários pelo menos 3 bis para que as pessoas se convencessem que estava na hora de ir embora.  

Adriana Maraviglia
@drikared

Setlist “Bohemian Rhapsody” com a Orquestra Petrobras Sinfônica (30/01/20): 
Another One Bites the Dust
Now I’m Here
Don’t Stop Me Now
Radio Gaga
Under Pressure
Keep Yourself Alive
Crazy Little Called Love
Bohemian Rhapsody
I Want to Break Free
Love of My Life
The Show Must Go On
Somebody to Love
We Will Rock You
We are the Champions
Bis
Bohemian Rhapsody
Under Pressure
I Want to Break Free

Entre no Facebook e deixe seu comentário: