“Mais Que Especiais”: cinema para aquecer o coração – Revista Eletricidade

“Mais Que Especiais”: cinema para aquecer o coração

Chegando aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, dia 25 de fevereiro, o filme francês “Mais que Especiais” é uma história baseada em pessoas reais que vai fazer você sair do cinema acreditando um pouquinho mais na humanidade.

A produção encerrou a edição 2019 do Festival de Cannes e participou da edição 2020 do Festival Varilux, que aconteceu no formato virtual, com os filmes sendo exibidos online.

A dupla Olivier Nakache e Éric Toledano que já tem o maravilhoso “Intocáveis” (2011) no currículo, agora adapta para as telas a história real de dois amigos, um judeu ortodoxo e um muçulmano, que uniram forças, cada um no comando de uma entidade, para o tratamento de casos difíceis de autismo e socialização de jovens em situação de fragilidade social.

Bruno Haroche (Vincent Cassel) e Reda Kateb (Malik) lutam para melhorar a vida de autistas que tratam e abrigam com a ajuda de jovens com problemas sociais que treinam como cuidadores.

Um detalhe que deixa o filme um pouco mais encantador é o de que alguns dos atores escolhidos para interpretar os pacientes do filme são autistas encontrados nas entidades que cuidam deles. 

Um deles, o jovem Benjamin Lesieur, que interpreta Joseph, foi indicado ao César (Oscar francês) de Ator Revelação de 2020.

“Mais que Especiais” está longe de ser uma grande obra-prima do cinema, ainda assim é uma excelente razão para voltar a frequentar as salas de cinema e depois voltar para casa com o coração quentinho e um enorme sorriso no rosto,  mesmo que,  aqui fora, ainda estejamos atravessando um dos piores momentos da História. 

Adriana Maraviglia

Assista ao trailer de “Mais que Especiais”:

Entre no Facebook e deixe seu comentário: