Tudo indica que os excessos, mas também a genialidade musical da temporada criativa que gerou um dos melhores discos dos Rolling Stones, “Exile On Main Street”, no verão