Rolling Stones fazem sua última apresentação em São Paulo – Revista Eletricidade

Rolling Stones fazem sua última apresentação em São Paulo

Diante de uma plateia de 65 mil pessoas, os Rolling Stones fizeram sua segunda apresentação em São Paulo.

Mas quem esperava por uma simples reprise do show do dia 24 teve uma agradável surpresa: Os roqueiros veteranos, demonstrando forma física e musical invejáveis, fizeram diversas mudanças na setlist e mais uma vez, levaram o público do Morumbi ao êxtase.

E basta vê-los no palco para esquecer completamente que são senhores setentões; Mick Jagger, aos 72 anos não para um só minuto, pula, dança, canta, brinca com a plateia, falando em português e tudo isso ainda com muita garra e vontade de divertir aquelas pessoas ao redor, coisa que raramente existe até em artistas muito mais jovens.

A primeira mudança veio logo no início do show, “Jumpin’ Jack Flash”, substituiu “Start Me Up” e colocou todo mundo para dançar desde os primeiros acordes, “asfaltando” a pista por onde o “rolo compressor” sonoro da banda desfilaria, sem deixar nada intacto.

“It’s Only Rock ‘N’ Roll (But I Like It)” e “Tumbling Dice” vieram antes de outro presente para o público de São Paulo, “All Down The Line”; música do disco “Exile On Main Street” (72), fez sua estreia na Olé Tour, na noite passada e antecedeu “She’s a Rainbow”; a escolhida do público através da internet.

Mesmo vendo bem de perto, quando Ron Wood e Keith Richards estão executando seu intrincado trabalho com as guitarras, fica difícil definir quem está fazendo o que.

De qualquer forma, mantendo tudo no lugar, Darryl Jones e Charlie Watts seguram o ritmo e fazem a base daquele groove irresistível da banda, que te coloca para dançar, não importando muito o que está acontecendo ao redor.

Nesta segunda apresentação, a balada “Wild Horses” voltou ao setlist. Uma das canções mais românticas de toda a história da banda, foi responsável por um dos momentos mais especiais do show, com as milhares de telas de celulares substituindo com vantagens o que, há alguns anos, poderiam ter sido isqueiros acesos.

Mick Jagger é um furacão no palco. Desta vez, ele provocou chamando as torcidas dos 4 grandes times do futebol paulista e fez todos rirem, dizendo que tinha exagerado nas coxinhas. Também pediu ao público para “quebrar tudo”.

Nem precisava pedir, pelo menos para aquela parte do público que estava “viva” e seguia com avidez cada um dos movimentos do vocalista, o pedido era desnecessário. E foi essa turma que não estava nem aí para as telas de celulares que ganhou outro presente da banda.

Em “Gimme Shelter”, a chuva que ia e vinha durante toda a noite,  voltou a cair, mesmo assim, Mick e a vocalista Sasha Allen seguiram até o meio da passarela e arrepiaram o público, com direito ao “efeito especial” da chuva, evocando a origem da própria canção, escrita por Keith após uma tempestade assustadora que aconteceu em Londres.

Uma noite inesquecível para o público de São Paulo, pena que foi a última. A turnê segue agora para Porto Alegre, onde os Stones se apresentam na quarta-feira, no Estádio Beira Rio, com ingressos já esgotados.

Quanto ao público paulista, depois do final do show, o que ele parece ter sentido é aquele misto de alegria e tristeza, que nos invade sem querer, depois de uma festa muito especial, pela qual aguardamos por muito tempo. Só esperamos de verdade, que não tenha sido a última.

Adriana Maraviglia
@drikared


Setlist Rolling Stones em São Paulo 27/02/16:

Jumpin’ Jack Flash
It’s Only Rock ‘N’ Roll (But I Like It)
Tumbling Dice
All Down The Line
She’s A Rainbow (escolhida na votação do público)
Wild Horses
Paint It Black
Honky Tonk Women
Slipping Away (Keith Richards nos vocais)
Before They Make Me Run (Keith Richards nos vocais)
Midnight Rambler
Miss You
Gimme Shelter
Start Me Up
Sympathy For The Devil
Brown Sugar
BIS:
You Can’t Always Get What You Want (acompanhado do Coral Sampa)
(I Can’t Get No) Satisfaction

Entre no Facebook e deixe seu comentário: