Alcione leva o público paulistano a um passeio por seus 46 anos de carreira em “Eu Sou a Marrom” – Revista Eletricidade

Alcione leva o público paulistano a um passeio por seus 46 anos de carreira em “Eu Sou a Marrom”

Na noite de sábado, dia 17/11, a casa de shows paulistana Tom Brasil recebeu a cantora Alcione para mais uma apresentação de “Eu Sou a Marrom”, a turnê que comemora seus 70 anos de vida, e uma trajetória musical com 46 anos de dedicação ao samba.

Com mais de 40 discos lançados e inúmeras canções que precisavam ser revisitadas, a cantora optou por costurá-las juntas, em medleys, que ao mesmo tempo permitem que todos os fãs ouçam pelo menos um pouco de suas velhas favoritas, fazendo caber 43 músicas na setlist, sem que o show precise ter mais de duas horas de duração.

Abrindo o show com “Eu Sou a Marrom”, música do disco “Alerta Geral”, de 1978, ela tem a chance de apresentar esta trajetória aos fãs mais jovens que descobrem a origem do apelido Marrom, que segue com a cantora, até hoje.

A competência vocal de Alcione também ainda é a mesma. Fazendo pequenos intervalos entre uma canção e outra para contar muitas histórias divertidas ao público e conversar com as pessoas que vai reconhecendo no meio da plateia.

Como tem feito desde a primeira apresentação da turnê no Rio de Janeiro, quando teve a participação especial de Maria Bethânia, Alcione chamou ao palco o cantor Pedro Mariano, com quem dividiu “Velho Piano”, uma balada sensacional de Dori Caymmi. Mais tarde, foi a vez de Luciana Mello cantar “Orgulho de um Sambista”.

A emoção segue solta no palco, quando a  cantora fala sobre Emílio Santiago e homenageia o inesquecível intérprete, morto em 2013, adicionando ao repertório do show “Flamboyant” e “Saigon”.

Em um momento em que muito se fala sobre empoderamento feminino, a apresentação de Alcione é uma verdadeira aula sobre o tema, decidida e sem qualquer falsa modéstia, a intérprete traz ao repertório o samba enredo da Mangueira para 2019 e afirma com todas as letras que irá para a avenida para ser campeã.

Não dá para duvidar. A força e o talento que ela esbanja no palco emocionam a plateia que lota a casa de shows e agora pode contar aos seus filhos e netos sobre a noite em que viu uma verdadeira lenda da música brasileira em ação.

Adriana Maraviglia
@drikared

 

 

Confira a Galeria de Fotos de “Eu sou a Marrom”:

  • image carousel
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14
slider by WOWSlider.com v8.8

 

Entre no Facebook e deixe seu comentário: