Terror italiano “O Ninho” chega aos cinemas nesta quinta

Chegando nesta quinta-feira (11/11) aos cinemas brasileiros, o terror/suspense italiano “O Ninho” é uma ótima pedida para quem gosta daquela sensação boa de inquietude, em que muito pouco ou quase nada do que se está vendo permite imaginar com facilidade o desfecho da trama.

Dito isso, reafirmo por aqui o nosso compromisso de jamais  estragar a diversão de ninguém com spoilers e informações desnecessárias a análise do filme. Pode ler sem medo, ok?

Com roteiro assinado pelo diretor Roberto De Feo ao lado de Lucio Besana e Margherita Ferri, o filme conta a história de Samuel (Justin Korovkin), um garoto paraplégico que vive com a mãe Elena (Francesca Cavallin) em uma mansão isolada, cercada por bosques.

O menino nunca sai de casa até conhecer Denise (Ginevra Francesconi), uma adolescente como ele que o faz começar a rebelar-se e questionar todas as restrições impostas por sua mãe.

Desde o primeiro momento, o filme escolhe ir lançando pistas que mais confundem a cabeça do espectador do que explicam aquilo que está sendo mostrado na tela, preparando lenta e gradualmente a surpresa do final.

Digamos que ao público resta ir passeando por uma história que não demora absolutamente nada para envolver em uma sensação de perigo que vai aumentando e vai nos deixando angustiados, mas sem conseguir entender o porquê.

Para melhorar a sensação de estranheza e terror, a direção de arte e a fotografia, assinada por Emanuele Pasquet, não ajudam em nada, ao contrario, contribuem acentuando ainda mais a certeza de que algo de muito estranho está acontecendo no velho casarão.

“O Ninho” é um belo exemplo de terror/suspense muito bem construído para quem já está cansado de assistir a filmes em que você já tem uma boa ideia de tudo o que vai acontecer desde a primeira cena.

Adriana Maraviglia
@drikared

Assista ao trailer de “O Ninho”:

Compartilhe: